Crônicas das coisas mínimas e desnecessárias | Por Samarone Lima

Apresentação


Oficinas


Livros


Artigos recentes


Comentários Recentes


Aproximações


Destaque


Calendário

julho 2009
D S T Q Q S S
« jun   ago »
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031  

Arquivos


Usuários online

1 Usuário Online
Leitores:

1 Caranguejo

Viagem ao Crepúsculo">Viagem ao Crepúsculo

26 de julho de 2009, às 15:24h por Samarone Lima

Cuba

Viagem ao Crepúsculo é um livro sobre o cotidiano do povo cubano, no ano em que é celebrado o cinquentenário da Revolução Cubana.

Postado em Livros do autor | 7 Comentários »

Na Lojinha, o perdão

26 de julho de 2009, às 15:04h por Samarone Lima

lojinha

“Lojinha” é a versão Bar de Seu Vital de Garanhuns. Mesma decoração, mesmo estilo, mesmas conversas. Não tem tira-gosto, mas sobra balcão e personagens. O Seu Vital daqui se chama Daniel. Vital tem um bar há muitos anos, no Poço da Panela. Lá sou amigo dos reis.

Terminou o Festival de Inverno, estou de férias até amanhã. Encosto na Lojinha, a guisa de uma Brahma. Daqui a pouco chega Maguinho, o sujeito que conserta guarda-chuvas. Tem uma mala linda, com o aviso “Conserta-se guarda-chuva. Maguino”.

Pergunto se posso tirar uma foto.

“Não, pelo amor de Deus, que estou com meu rádio”, responde.

Ficamos por ali, na moita. Daqui a pouco, ele me olha e diz:

“Eita vida sem paciência nas mãos dos teólogos”.

Concordei imediatamente.

Ele olha para Daniel, o dono do reduto, que tem 72 anos, mas parece 54.

“Daniel na cova dos leões. Ninguém segura esse homem”.

Pergunto quanto ele cobra para consertar um guarda-chuva, um objeto que dificilmente está junto de mim, especialmente nos temporais.

“Depende da figura ortogônica dele”.

Glub.

Não chegamos a nenhuma conclusão. Como eu teria que vir ao Recife, ver a figura ortogônica dele, pulamos esta parte. A conversa migrou para algum tipo de combate, desmando, desentendimento, mal explicado, vacilo mesmo, coisa que ocorre na humanidade. Maguinho arrematou:

“Pois eu assino embaixo e perdôo”.

Foi a frase mais linda do dia. Que se espalhe.

lojinha2

Postado em Crônicas | 16 Comentários »